Áreas de atuação

Investigação em saúde

Formação de profissionais de saúde

Projetos na comunidade/ sociedade Civil


Prémio FAZ Ciência

O Prémio FAZ Ciência é uma iniciativa anual da FAZ em parceria com instituições, organizações ou associações médicas ou científicas. O Prémio pretende distinguir os melhores projetos de investigação translacional (que englobe pesquisa empírica e trabalho de campo) em diversas áreas terapêuticas. O montante do prémio varia entre os cinco e os 35 mil euros, sendo definido pela comissão de avaliação consoante os projetos apresentados.

 


Investigação em Saúde

A Fundação AstraZeneca atribui bolsas para trabalhos científicos, estimulando a investigação e o conhecimento sobre a prevenção e tratamento das doenças que mais afetam a saúde.

Parceria FAZ | Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa

CREATING HEALTH – Research and Innovation Funding



Tendo em conta a importância da investigação científica no desenvolvimento do conhecimento em Medicina, assim como do apoio aos jovens médicos, a parceria Fundação AstraZeneca – Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa propõe-se financiar, anualmente, um projeto de investigação na área da saúde de um recém-licenciado em Medicina.

A FAZ apoiou a criação do CREATING HEALTH – Research and Innovation Funding.

O Creating Health é um gabinete de apoio à captação de financiamento para Inovação e Investigação (I&I) em Saúde, com enfoque inicial no Programa-Quadro de I&I da União Europeia, HORIZONTE 2020, sob coordenação da área de Saúde Pública do Instituto de Ciências da Saúde (ICS) da Universidade Católica Portuguesa (UCP).

http://creatinghealth.ics.lisboa.ucp.pt/pt/


Apoio à formação de profissionais de saúde

Desde a sua criação, a FAZ tem estabelecido parcerias com diversas instituições no âmbito da formação de profissionais de saúde e a produção de informação de qualidade. De referir a parceria com as principais Associações de Estudades de Medicina nacionais para atribuição de prémios que reconheçam o mérito dos jovens estudantes de medicina e promovam o seu interesse pela investigação.


Projetos na Comunidade/Sociedade Civil

Não à Diabetes! Desafio Gulbenkian


O projeto “Não à Diabetes! Desafio Gulbenkian” procura constituir uma abordagem que demonstre o modo como as estruturas autárquicas, as instituições de saúde locais, regionais e nacionais, a sociedade em geral, bem como as pessoas individuais, se podem organizar e cooperar para combater a progressão da doença.

O “Não à Diabetes! Desafio Gulbenkian” tem como objetivos:

◾Evitar que 50 mil indivíduos com elevado risco desenvolvam diabetes no prazo de cinco anos, intervindo através de um plano específico de prevenção dirigido à promoção da saúde e à adoção de estilos de vida saudáveis (alimentação e atividade física).

◾Identificar, no mesmo período de cinco anos, 50 mil pessoas com diabetes que desconhecem ter a doença, promovendo a sua inclusão no Sistema Nacional de Saúde, para que haja um apropriado controlo e acompanhamento das manifestações da doença.

O desafio é coordenado pela Fundação Calouste Gulbenkian, envolve vários parceiros na área da saúde e tem um âmbito nacional, pretendendo em cinco anos envolver um número de municípios que corresponda a cerca de 80% do total da população adulta.