Sustentabilidade ambiental

A sustentabilidade ambiental está relacionada com a forma como gerimos o nosso negócio de modo a respeitar e proteger o ambiente e os recursos naturais.

A nossa abordagem abrange todo o ciclo de vida dos medicamentos e o nosso foco baseado na ciência conduz a uma melhoria contínua de toda a cadeia de valor. 


21%

De redução da pegada de carbono desde 2010

18%

De redução do total de resíduos desde 2010

14%

De redução do consumo de água desde 2010

O que estamos a fazer

Estabelecer objetivos para o futuro

Em 2015 concluímos a nossa Estratégia de “Segurança, Saúde e Bem-Estar” para o período de 2016 a 2025. Os novos compromissos em termos de emissões de carbono têm por base a metodologia do Estabelecimento de Objetivos Baseados na Ciência desenvolvida pelo World Resources Institute (WRI), World Wildlife Fund (WWF) e Carbon Disclosure Project (CDP). 

Os nossos compromissos para 2025 incluem:

Carbono: limitar a nossa pegada operacional global para os níveis de 2015, e reduzir em 30% o nível de carbono em toda a cadeia de valor

Resíduos: trabalhar com vista a uma redução absoluta de 10% por comparação com os valores de 2015

Água: Manter o seu consumo nos níveis de 2015 apesar do crescimento do negócio

Eficiência de recursos: síntese de 90% dos ingredientes farmacêuticos ativos (IFA), atingindo objetivos de eficiência de recursos no lançamento

• Assegurar a gestão ambiental eficaz dos nossos medicamentos desde o período de pré-lançamento até ao final do seu ciclo de vida. 

Para mais detalhes sobre os nossos novos compromissos, consulte o documento Sustentabilidade atualização 2015

Gestão das emissões de carbono ao longo do ciclo de vida dos medicamentos

Este ano chegámos ao fim dos nossos compromissos em termos de emissões de carbono para o período de 2010-15. Em 2015 tínhamos como objetivo reduzir a nossa pegada operacional ao nível dos gases de efeito de estufa em 20% comparativamente aos valores de 2010. Alcançámos uma redução de 21% em relação a 2010 (excluindo as emissões relacionadas com a utilização de terapêuticas inalatórias pelos doentes). Em 2015, 6% do nosso consumo total de energia provinha de fontes renováveis certificadas, o que significa que alcançámos o objetivo de um aumento de 50% face aos valores de 2010. A substituição do transporte aéreo pelo transporte marítimo significou um grande contributo para a redução da nossa pegada de carbono. 

Utilização responsável de água

Estamos a trabalhar para minimizar o seu consumo e assegurar que a nossa água é tratada seguindo as normas mais exigentes. O grande objetivo para 2015 foi o de uma redução absoluta da utilização de água de 25% relativamente aos níveis de 2010. Iniciámos a implementação de planos de conservação de água em todas as nossas grandes instalações, especialmente naquelas que utilizam elevadas quantidades ou se encontram em áreas com escassez de água. Desde 2010 reduzimos a nossa utilização de água em 14%. 

Gestão responsável de resíduos

A prevenção da produção de resíduos é um dos nossos principais objetivos. Onde a prevenção não é passível de implementar, concentramo-nos primeiro na minimização, e depois no tratamento e recolha adequados para maximizar a reutilização e reciclagem, e para reduzir a sua deposição em aterro.

O nosso objetivo em 2015 era o de reduzir os resíduos perigosos e não perigosos em 15% relativamente aos níveis de 2010. Atingimos uma redução de 22% nos resíduos perigosos e de 14% nos resíduos não perigosos. 

Proteção da biodiversidade

Assumimos o compromisso de gerir o impacto da nossa atividade na biodiversidade, seja nas nossas instalações ou quando utilizamos recursos biológicos naturais no desenvolvimento de medicamentos. Avaliámos os potenciais impactos na biodiversidade local em 38 das nossas maiores instalações, 25 das quais estão a implementar planos de ação individuais em matéria de biodiversidade.

Onde utilizamos recursos biológicos naturais (tais como extratos de plantas ou de peixes), temos em consideração as nossas responsabilidades previstas no Protocolo de Nagoya. Estamos a desenvolver uma estrutura de governança, um conjunto de ferramentas e de normas para auxiliarem os nossos investigadores na utilização de recursos biológicos abrangidos pelo Protocolo. 

Gestão ambiental do medicamento

Melhorar o desempenho ambiental do nosso pipeline de medicamentos envolve um equilíbrio delicado entre a satisfação das necessidades do doente e a redução dos impactos ambientais. Queremos liderar a indústria no que respeita à compreensão e mitigação dos efeitos dos produtos farmacêuticos no ambiente. Estamos a investir recursos significativos para compreender o destino e efeitos ambientais dos nossos medicamentos para que possamos gerir eficazmente os riscos. 




Dados sobre riscos ambientais dos nossos medicamentos

Uma visão sobre os riscos ambientais dos medicamentos da AstraZeneca. Esta informação poderá ser atualizada quando existam novos dados disponíveis. 


                                        Page Atlas ID: 994.332,011
                                        Data de aprovação: 26.07.2016